Marcadores

Pesquisar na internet

quarta-feira, 20 de junho de 2018

GDF “represa” verba de manutenção e Rodoviária do Plano se deteriora

Licitação de 2014 previu investimentos de R$ 30,3 milhões no terminal. A seis meses do fim do mandato, Rollemberg usou somente R$ 11 milhões

Abandonada, suja, malcuidada, fedida e deplorável. Esses são alguns adjetivos usados por passageiros para descrever a Rodoviária do Plano Piloto. Basta uma volta pelo local para confirmar o descaso com o terminal, por onde passam cerca de 700 mil pessoas diariamente. Onde a visão alcança há problemas, mas, se depender do ritmo e da boa vontade do Governo do Distrito Federal (GDF), as melhorias ainda vão demorar a acontecer.

A licitação para reformar o local foi feita no fim da gestão de Agnelo Queiroz (PT) e previu investimentos da ordem de R$ 30,3 milhões. A seis meses do encerramento do seu mandato, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) utilizou somente R$ 11 milhões desse recurso. Apesar de o GDF garantir que 45% das obras foram concluídas, a Rodoviária permanece em estado degradante.
Os transtornos são sentidos na pele por quem passa pelo local. Diabética, hipertensa e com dificuldades de locomoção, a pensionista Maria de Fátima Sousa, 64 anos, enfrenta um calvário quase diário quando tenta acessar a plataforma superior. Segundo ela, as escadas rolantes e os elevadores recorrentemente estão com defeito, o que a obriga a subir por escadas normais. “Chego cansada, esbaforida. É uma falta de respeito imensa com a gente”, protesta.

Post completo:
https://www.metropoles.com/distrito-federal/gdf-represa-verba-de-manutencao-e-rodoviaria-do-plano-se-deteriora

Nenhum comentário:

Postar um comentário