Marcadores

Pesquisar na internet

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Pacientes enfrentam frio e longa espera no Hospital do Paranoá

A unidade só está atendendo casos graves. Tem gente que amanheceu na porta da emergência e segue sem ser chamada


A madrugada gelada, com temperatura de 14,6ºC nesta quinta-feira (21/6), foi longa para os pacientes que buscaram socorro no Hospital Regional Leste, antigo Hospital do Paranoá. Pessoas dormiram na fila. Outras chegaram bem cedo. E, por volta das 13h, algumas esperavam por mais de sete horas para serem chamadas. No entanto, os médicos estão atendendo apenas os casos graves.
Entre as pessoas que madrugaram na unidade de saúde, está a dona de casa Beatriz Alves, 44 anos. O pesadelo dela teve início às 4h, quando a filha começou a vomitar sem parar e mal conseguia chorar ou pedir ajuda. Às 6h, Beatriz e Brenda, 18, chegaram à emergência do hospital.
“Fizeram três perguntas, deram uma pulseirinha amarela e ela (a filha) está aqui. Só falam que não tem médico. Já não sei o que fazer”, lamentou. Na manhã desta quinta, Beatriz estava sentada do lado de fora da emergência, onde é um pouco mais confortável do que os bancos rasgados e quebrados da recepção.
acessar o post completo:
https://www.metropoles.com/distrito-federal/pacientes-dormem-e-esperam-7-horas-por-medico-no-hospital-do-paranoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário